Sobre o roer dos Ratos...

Sabe quando você AMA aquele bombom, mas só tem apenas um e fica roendo, roendo aos pouquinhos tal como um ratinho? Você sabe que ele vai acabar, mas prolonga até onde puder...

E quando você era criança e comia roendo apenas o recheio do biscoito (a parte gostosa!) e depois reclamava pra comer as casquinhas? (eu não sei vocês, mas minha mãe me fazia comê-las depois, rs).

Carta 23 do Baralho Petit Lenormand, o Rato é assim. Come apenas o que é de qualidade, tira o que lhe agrada, prolonga a sensação aos poucos... É seletivo e escolhe o melhor, diferente da "gula avassaladora" do Urso, que não se satisfaz com pequenas mordidas. E pequenos de uma forma que não notamos, os Ratos moem, subtraem, limpam caminho... Em quantidade eles são invencíveis! Vasculhadores, curiosos, desbravadores: eles nos levam a lugares que não imaginamos. Adestráveis, podem vir a nos ajudar inclusive...

- Imagine esta força contra você?
E imagine esta força a seu favor?


Fato é que aos poucos tudo se esvai, sejam bênçãos ou malefícios, obstáculos ou pontes. Positiva ou negativamente, atente-se para o momento.


por Chris Wolf em 23 de Dezembro de 2014
© Todos os direitos reservados

2 comentários:

  1. Confesso que nunca tive essa visão do rato, e achei interessante ler esse post!
    Muitas pessoas perguntam: -Qual o lado bom do rato? Eu conclui certa vez que, pelo menos, o rato chega onde quer, ou onde precisa. Gostei ;)
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você entendeu e tirou algo de bom nisso, Kêu... Eu não sei para você, mas para mim as cartas tem os dois lados, não existe essa de "cartas do bem e do mal", rsss... Bem bacana a tua visão também... =)

      Excluir

Agradeço por sua participação!